• Basic & RedLook plus size
  • demaquilante TolerianeResenha
  • rendas & metalLook Plus Size
  • ColorStay Under Eye Concealer Corretivando
  • Hard as nailsResenha
Basic & Red1 demaquilante Toleriane2 rendas & metal3 ColorStay Under Eye Concealer 4 Hard as nails5
HTML5 Scroller by WOWSlider.com v5.2

#stopthebeautymadness

“Meu nome é Daniele, e eu fiquei o dia inteiro sem maquiagem.”
Me deparei diversas vezes com o meu reflexo no espelho e vi todas as cicatrizes das espinhas da adolescência (e das de hoje em dia também), algumas marcas que o tempo já trouxe, muitas pintinhas e o meu maior trauma facial: minhas olheiras, ainda mais destacadas pela pele clara.
Sei que pra alguns essa coisa de maquiagem é só mais uma forma de “ficar mais bonita”, mas pra mim é uma forma de parecer um pouco mais “normal” de acordo com todos esses padrões da nossa podre sociedade.
Pra falar a verdade hoje em dia eu nem paro pra pensar muito nisso, mas comecei a usar maquiagem extremamente cedo, quando era uma criança que nem sabia o que era um demaquilante, justamente porque me sentia mal por ter algo “diferente” no meu rosto. Já gastei com corretivos e tentativas frustradas de tratamento quantias inimagináveis.
 Agora pensem que esse texto está sendo escrito por uma pessoa completamente fora de todos os padrões impostos pela mídia e sociedade, e que na verdade não se importa muito com isso. Mas que de alguma forma foi afetada por toda essa loucura da beleza e hoje se sente mal e insegura quando sai de casa sem maquiagem. E se sente nua escrevendo um texto desses.
Confesso que estava achando o máximo essa coisa de #stopthebeautymadness, mas estava com um pouco de medo do inevitável momento em que seria tageada.
Achei incrível o fato de tanta gente se expôr dessa forma, e diminuir as inseguranças de tantas outras pessoas em relação à isso, inclusive as minhas.
Sei que existem mil outras coisas mais importante a serem discutidas, mas também sei, mais do que muita gente, o que é sofrer com problemas de pele – afinal além da situação das olheiras (que ainda não tem uma “cura” no meu caso) tive problemas sérios de acne durante a adolescência e luto contra isso até hoje, então sei o quanto isso pode diminuir a auto-estima e afetar a vida de uma pessoa.
Olhando hoje consigo ver o lado bom: comecei a me interessar por cosméticos depois de muito pesquisar formas de acabar com minhas espinhas e olheiras. Já cogitei até ser dermatologista. O blog nasceu por causa disso. Mas não é todo mundo que consegue, em algum ponto, ver algo de positivo nessa situação.
Então acho que uma oportunidade como essa de pessoas que passam por esse tipo de coisa conseguirem ver que todos tem poros, olheiras nos dias mal dormidos, manchinhas, e que é fisiologicamente impossível ter aquela pele que você viu na revista algo extremamente válido.
Confesso que essa “ação” até diminuiu um pouco a minha insegurança, e saí num sábado à tarde de cara lavada – nem doeu tanto assim, juro.
E no final das contas, postar essa foto não está sendo tão difícil quanto eu imaginava.
#stopthebeautymadness
E aí, já postou sua foto sem make? Também tem algum “trauma facial”? Se sentiu melhor após ver todas essas fotos das pesssoas como elas realmente são? Me conta nos comentários.

Por uma vida mais saudável: 7 metas para uma vida mais saudável

7 metas para uma vida mais saudávelHá tempos que venho falando sobre ter uma vida mais saudável, e quando digo isso não me refiro somente à prática de exercícios físicos, até porque estava proibida de praticá-los até pouco tempo, e mesmo agora estou precisando pegar leve.

Uma das coisas que mais mudou por aqui desde que resolvi levar uma vida mais saudável foi a alimentação e minha relação com a comida. Antes eu não pensava muito antes de comer, deixava pra resolver de última hora e acabava comendo comidas industrializadas e gordurosas boa parte do tempo, sendo que amo frutas e gosto bastante de coisas mais “verdes”.

Então quando resolvi ser mais saudável, estipulei algumas metas que estou tentando cumprir. Algumas quero levar pra vida toda, outras são coisas momentâneas ( somente até que me acostume e se tornem rotina), e tem ainda as que eu vou tentar aumentar o tempo conforme for conseguindo atingir os objetivos.

Podem parecer coisas extremamente simples e pequenas para alguns, mas eram coisas difíceis de fazer no meu dia-a-dia, e que aos poucos estou tentando melhorar. Então achei que seria bacana compartilhar com vocês meus “baby steps” para uma vida mais saudável. Quem sabe você se empolga e começa sua própria lista de “metas saudáveis”?

 

Minhas primeiras 7 metas para uma vida mais saudável

 

água

1 – Tomar pelo menos 2 litros de água por dia

Posso dizer que desde que comecei a prestar mais atenção nisso, já melhorei muito nesse aspecto. A gente tem essa coisa de “esquecer” de tomar água, então eu tô sempre com um copo ou garrafinha por perto e isso está me ajudando bastante.

Healthy Living Veggies

2 – Comer a cada 3 horas

Pode parecer algo extremamente simples pra alguns, mas pra mim é bastante complicado. Eu simplesmente esqueço de comer, e quando lembro é porque estou morrendo de fome e seria capaz de devorar um banquete, o que faz com que eu acabe comendo mais e meu metabolismo fique mais lento. Não é todo dia que lembro de comer a cada 3 horas, principalmente durante a tarde/noite, mas estou me esforçando bastante!

 

 

3 – Durante a semana, comer somente até as 20h

Outra coisa bem complicada aqui em casa, afinal meus pais tem mania de jantar tarde, então estou me planejando pra cozinhar à noite durante a semana e tentar comer antes desse horário, mas não tem sido fácil. Criei essa meta porque quero tentar dormir mais cedo e (por ordens médicas devido à um problema de estômago) preciso esperar pelo menos 2 horas após comer para deitar e também porque  isso diminuiu a quantidade de calorias que eu consumo durante o dia.

eat clean

4 – Planejar o cardápio da semana com antecedência e incluir refeições super saudáveis

Acho que essa nem precisa de explicação, né? Como disse no início do post, quando não planejo com antecedência acabo comendo muito  mais porcarias. Planejando as refeições com antecedência, consigo incluir comidinhas mais saudáveis no cardápio da semana e garantir que vou ter os ingredientes necessários na hora da refeição. Essa é uma dica que acho super válida pra todo mundo, já que nossa vida está cada vez mais corrida, e acabamos recorrendo à congelados e junkie foods por falta de planejamento e tempo.

 

receitas saudáveis

5 – Aprender e executar pelo menos uma receita saudável por semana

Não gosto de cozinhar, então esse é um desafio e tanto. Mas como estou tentando comer coisas mais saudáveis no jantar, tem semanas que acabo descobrindo até mais de uma receitinha light  e deliciosa.

 

parar de tomar refrigerante

6 – Não tomar refrigerantes até 20 de setembro, e de preferência nunca mais

Essa meta é uma das mais difíceis, então a princípio o período é de pouco mais de 20 dias (também porque 20 de setembro é feriado e vou viajar, então não sei se vou conseguir manter durante a viagem), mas pretendo ir aumentando o tempo aos poucos pra não cair em tentação.

 

eat clean

 

7 – Evitar comidas industrializadas e tentar adotar parcialmente o conceito de “eating clean”

Mais um desafio enorme, mas que aos poucos vai se tornando mais fácil. Comer mais frutas, vegetais e coisinhas integrais e sempre optar por comidas mais naturebas ao invés de industrializadas. Isso é bem complicado nos dias de hoje,  então estou me esforçando pra “comer limpo” (hahahaha) pelo menos uns 70% do tempo. Em breve faço um post falando um pouco mais sobre o conceito de “eat clean” e as modificações que tenho feito para tentar aderir.

E você? Se considera uma pessoa saudável? Me conta ali nos comentários qual “meta saudável” você tem vontade de aderir (vale qualquer coisa relacionada à saúde) e no que você mais tem dificuldades em relação à alimentação saudável!